Você está aqui
Home > 2010 ARQUIVO HISTÓRICO > TODOS OS SINDICATOS, COBRAPOL E NCST MANTEM PRESSÃO NO CONGRESSO

TODOS OS SINDICATOS, COBRAPOL E NCST MANTEM PRESSÃO NO CONGRESSO


gandramovpecdf20101 – Na última semana o presidente da Cobrapol, Jânio Bosco Gandra, e demais policiais do Brasil conversaram com o senador Renan Calheiros (PMDB/AL), autor da PEC 446/09, sobre a tramitação da matéria na Câmara dos Deputados, a qual foi retirada da Ordem do Dia do plenário da Casa depois de ter sido votada em primeiro turno, no início do mês de março. De acordo com o deputado Paes de Lira (PTC/SP), presidente da Frente, um acordo do Colégio de Líderes da Câmara retirou a matéria da Ordem do Dia, o que fere o Regimento Interno. “Vamos manter a pressão para que a PEC retorne à votação. Exigir que a mesma retorne à Ordem do Dia do plenário”.

PCs MANTEM CALENDÁRIO DE MOBILIZAÇÃO NACIONAL

2-Os policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários com o apoio da Nova Central – NCST, mantêm o calendário de mobilização, com a realização de uma assembléia unificada em Brasília nesta terça-feira hoje (13/04/2010), será decretado estado de greve nacional das polícias civis dos Estados da Federação no dia 23 de abril caso a PEC 446/09 não seja colocada em votação até o dia 20/04. “VALORIZAR O POLICIAL E RESPEITAR O CONTRIBUINTE” .

PB CONTESTA PEDIDO DE INTERVENÇÃO E ENTREGA RELATÓRIO DE PRECATORIOS NÃO PAGOS AO STF

3 – A Procuradoria-Geral do Estado entregará, hoje terça-feira (13), ao Supremo Tribunal Federal – STF o plano de pagamento de precatórios em 15 anos, decorrentes de sentenças judiciais. O anúncio foi feito pelo procurador-geral Edísio Souto. Na última terça (06), o governo da Paraíba foi notificado pelo Supremo Tribunal Federal para o envio do documento em até 15 dias. A corte recebeu pedidos de intervenção federal na Paraíba, porque o Estado não quitou débitos de precatórios.

POLICIAIS FEDERAIS CRUZAM OS BRAÇOS NO DIA 14

4 – No dia 14 de abril os Departamentos de Polícia Federal de vários Estados, mais uma vez estará realizando atos de paralisação da categoria policial federal, com o intuito de se fazer ouvir seus justos reclamos pelo o Governo Federal. O movimento, que acontecerá simultaneamente em todo o país, deverá levantar questões como a reestruturação salarial dos servidores, o projeto de lei que acaba com a aposentadoria especial vinculando a idade ao tempo de serviço e a Lei Orgânica, que não atende às expectativas da classe policial.

Fonte: CORREIO DA PARAÍBA

PALAVRA DE REFLEXÃO

5 – Mateus 5:5 Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.

Top