TEMER RETIRA POLICIAIS E PROFESSORES DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Em um pronunciamento de surpresa, acompanhado por vários ministros e líderes da base aliada no Congresso, o presidente Michel Temer (PMDB) anunciou que não mais incluirá os servidores de órgãos estaduais e municipais no projeto da Reforma da Previdência, somente os servidores federais, cuja regra vale também para os trabalhadores da iniciativa privada.
Com a decisão, o governo federal joga a responsabilidade – e o desgaste político – de uma reforma previdenciária para categorias como professores, policiais militares, servidores dos Tribunais de Justiça e guardas municipais para os governos estaduais e prefeituras.

Fonte: jconline