SSPC/PB PARTICIPA DE CONGRESSO, EM BRASÍLIA

CORREIO DA PARAÍBA

CIDADES
Paraíba * Terça-feira, 23 de novembro de 2004 B – 5

SINDICATO EM DESTAQUE
[email protected]

 

SSPC/PB PARTICIPA DE CONGRESSO, EM BRASÍLIA

O Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba (SSPC/PB), participou do 5º CONGRESSO DA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TRABALHADORES DA POLÍCIA CIVIL (COBRAPOL), que ocorreu nos dia 17 e 18, em Brasília no auditório da CNTC. Estiveram presentes 17 Estados, que discutiram temas referentes à Reforma Sindical, encaminhada pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, cuja reforma é um retrocesso, quebra a unicidade sindical e enfraquece os sindicatos que estão instituídos e respaldados pelo art. 8º da Constituição Federal/88. Outro ponto da pauta foi à importância dos Policiais Civis como protagonistas de transformações sociais, tendo como expositor Ricardo Brizolla Balestreri, Diretor do Departamento de Pesquisa da Secretaria Nacional de Segurança Pública – (SENASP).   Segundo ele, “há uma grande necessidade e a importância da participação dos Sindicatos nos projetos das Secretarias de Segurança Pública dos Estados”. Ele diz que, em alguns Estados os projetos são enviados sem explicar se quer o que querem. Outros devolvem as verbas por não serem aplicadas em cursos para melhor qualificação policial e compra de equipamentos”. Afirmou, ainda, que “as policias civil dos estados tem recebido verbas do Governo Federal para reestruturação das policiais e, em contrapartida, as melhorias das remunerações salariais ficam a cargo dos Estados”. Outro Expositor foi Wlademir Sérgio Reale, Delegado de Polícia Civil aposentado e Presidente da ADEPOL/RJ, que falou sobre Ministério Público na atribuição de investigar “Uma saída ou um caos”.

Finalmente as Entidades Sindicais das policiais civis deliberaram por uma campanha nacional pela valorização do bom policial para ser desenvolvida em todos os estados da federação a partir do próximo ano, já que 2006 será um ano de eleição. Destaca-se no evento a criação da Lei Orgânica Nacional padronizando a Polícia Civil em todo o Brasil, e a exigência do 3º Grau como requisito no ingresso e o piso salarial unificado. A Paraíba esteve representada pelos Policiais Antonio Erivaldo H. de Sousa e Antonio Targino da Costa Neto.