SSPC/PB, ASPOCEP, APC-PB E FEPCEP SÃO RECEBIDAS POR EITEL SANTIAGO E GUSTAVO NOGUEIRA

INFORMATIVO SSPC/PB

JOÃO PESSOA/PB – TERÇA-FEIRA, 01 DE ABRIL DE 2008

SSPC/PB, ASPOCEP, APC-PB E FEPCEP SÃO RECEBIDAS POR EITEL SANTIAGO E GUSTAVO NOGUEIRA

Ontem 31/03/2008, por volta das 22 horas, o Sindicato dos Servidores da Policia Civil do Estado da Paraíba – SSPC/PB, entidade máxima representativa do Grupo Ocupacional Policia Civil – GPC–601-613, juntamente com as Associações dos Peritos Criminais APC-PB e Associação dos Servidores da Policia Cientifica do Estado da Paraíba – ASPOCEP, acompanhados pelo Presidente da Federação dos Policiais Civis do Estado da Paraíba – FEPCEP, foram recebidos pelos Secretários da Administração do Estado Gustavo Nogueira e pelo Secretario da Segurança Publica e Defesa Social do Estado, Eitel Santiago de Brito Pereira, onde tiveram a oportunidade de ouvirem as propostas e contra propostas. O Governo propôs avançar nas propostas do SSPC/PB. O Estado da Paraíba é o único governo do PSDB que ainda não reconhece a aposentadoria do policial civil com proventos integrais aos 30 anos para homem e 25 para mulher policial, desde que ambos tenham 20 anos de efetivo exercício no cargo de policia, independente de idade.
Quanto ao nível superior para ingresso em todos os cargos do grupo GPC-600, este pleito ainda poderá ser discutido com maior avaliação pelo Governo e o SSPC/PB, pois trata-se de uma luta nacional junto a COBRAPOL – Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis.
Quanto ao subsidio, Nogueira ouviu atentamente as representações sindicais acima, e afirmou ainda, que as gratificações serão incorporadas ao vencimento básico, mantendo apenas o Risco de Vida no seu valor de 50% (cinqüenta por cento).
Com relação às Ascensões Funcionais, que há mais de três anos não acontecem, ate o final da próxima semana serão abertas novas vagas nas diversas classes, para que assim possibilite as promoções dos policiais civis e seja realizado novo concurso publico que também é uma reivindicação do SSPC/PB, e respectivas entidades.
Quanto ao envio do Novo Estatuto da Policia Civil da Paraíba, ora denominado de LOPC-PB para a Assembléia Legislativa, devera sofrer mais um atraso do que foi acordado com o SSPC/PB, que seria até o dia 9 (nove) do corrente mês, em virtude dos peritos terem pedido uma prorrogação de mais 6 (seis) dias para enviar suas propostas, em face dos mesmos não terem encaminhado ainda para comissão mista responsável pela sua elaboração.
Já sobre as perdas salariais, foi proposto por Nogueira uma nova proposta de 4,45% com vigência a partir de 1° de abril como primeira parcela de 4,54 para o mês de setembro do corrente ano, perfazendo um total de 9,21%. O SSPC/PB defende 50% dos vencimentos dos delegados que percebem por mais de 20 anos.
Os presidentes das entidades acima, Antonio Erivaldo Henrique de Sousa, SSPC/PB, Carlos Alberto Gomes da Costa, ASPOCEP, Joelson dos Santos Silva, APC-PB e Walter Macedo Lins Fialho, FEPCEP, saíram otimistas e esperam que aconteçam outras reuniões antes do envio da LOPC/PB para a AL. “Polícia não se divide!!!” – concluiu Antonio Erivaldo, presidente do SSPC/PB.