Sindicato da Polícia Civil envia nota defendendo a conduta da categoria

Jornal da ParaíbaPARAÍBA, QUINTA-FEIRA, 17 DE FEVEREIRO DE 2005

GERAL

Aline Oliveira


Sindicato da Polícia Civil envia nota defendendo a conduta da categoria

O Sindicato dos Servidores da Polícia Civil da Paraíba não reagiu bem à decisão do secretário de segurança pública, Harrison Targino, de afastar os policiais civis da Operação Manzuá sob o pretexto de “moralizar” a operação. Uma nota de desagravo encaminhada ontem à imprensa avalia que essa motivação dá uma conotação de que os responsáveis pela corrupção nos postos são os civis e que, com a retirada desses policias do trabalho, esse problema se resolve.

O documento garante que todo os casos de suborno que foram constatados a corporação foram “combatidos e punidos rigorosamente na forma da lei”. “Não é justo atirar pedras sobre uma categoria indistintamente, sabendo que nela também traba-lham homens honestos que colocam em risco diariamente suas vidas”, avalia.

Apesar disso, os policiais concordam que o perfil da Polícia militar é mais adequado para cumprir com os objetivos do trabalho nas fronteiras. A reestruturação da Operação Manzuá começa a ser operacionalizada hoje, no posto sete, em Campina Grande, e um dos principais pontos é o afastamento dos civis dos postos, sendo redirecionados para as delegacias.