Reunião dos governadores do nordeste em JP

PUBLICIDADE
JORNAL O NORTE

INFORMATIVO SINDICATOS EM AÇÃO

06 JOÃO PESSOA/PB – TERÇA-FEIRA, 17 DE ABRIL DE 2007

REUNIÃO DOS GOVERNADORES DO NORDESTE EM JP

SEGURANÇA DO PALÁCIO REPRIME POLICIAIS CIVIS…

Na última sexta feira dia 13, os Governadores dos Estados do Nordeste e o Secretário Nacional da Segurança Pública Luiz Fernando Correa, estiveram reunidos em João Pessoa no Palácio da Redenção, para tratarem sobre o assunto da violência urbana e rural, que vem crescendo no nordeste e em todo Brasil , enquanto a violência evolui o sistema de segurança pública torna-se a cada dia impotente para combater a violência e os bandidos, que em plena luz do dia, matam pessoas, invadem e assaltam as residências, casas comerciais, bancos, agências dos correios, templos religiosos, granjas, fazendas, escolas, ônibus, não poupam sequer as viaturas da PRFetc…
Para Antonio Erivaldo Henrique de Sousa, presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba – SSPC/PB, espera que a reunião tenha trazido frutos positivos e de grande valia, ou pelo menos houve uma demonstração de preocupação e reconhecimento do crescimento da violência, já que outros secretários e governadores que os antecederam, divulgaram a inverdade com relação ao crescimento da violência, no nosso Estado e nos demais Estados da Federação.
Os dirigentes do SSPC/PB, logo cedo pela manhã compareceram a praça João Pessoa, quando os policiais civis, afixavam faixas reivindicando do Secretário Nacional de Segurança Pública – SENASP, aprovação de um piso nacional para os policiais civis dos Estados, igual ao dos PCs. de Brasília; Aprovação da lei orgânica para polícia civil do Brasil; Carreira única para polícia civil; Aposentadoria com proventos integrais.

Foram surpreendidos por um grupo de seguranças que saíram do Palácio da Redenção, todos comandados por um cidadão que se apresentou com a patente de capitão da PM/PB, e foi logo alegando que não podia colocar faixas na praça era determinação superior, e que se tal fato acontecesse iria prejudicar o paisagismo da praça, mesmo com o incidente provocado pelos seguranças palacianos, os policiais civis continuaram afixar as faixas afirmando que o movimento era pacifico e ordeiro, e que a praça é do povo…
O SSPC/PB, registra a indignação e repudio a qualquer forma de represália as organizações de movimentos pacíficos e ordeiros de trabalhadores, pois tal ato só lembra o malévolo tempo da ditadura e das baionetas.