Você está aqui
Home > 2005 ARQUIVO HISTÓRICO > REFERENDO CUSTARA R$ 2 MI NA PB

REFERENDO CUSTARA R$ 2 MI NA PB

CORREIO DA PARAÍBA

Cidades 

Paraíba – B-3  Domingo, 24 de julho de 2005

REFERENDO CUSTARA R$ 2 MI NA PB

Uma das principais criticas do presidente do Sindicato dos Servidores da Policia Civil do Estado da Paraíba, Antonio Erivaldo Henrique de Sousa sobre o referendo se dá em relação aos seus custos. Para ele, o dinheiro poderia dobrar a verba destinada a segurança publica do pais tornando a política e asa medidas de segurança muito mais eficientes. De acordo com o diretor do TER/PB Anésio Lira de Cunha Moreno, o Tribunal Superior Eleitoral estima gastar R$ 270 milhões com a realização do plebiscito. Na Paraíba o gasto será de R$ 2,06 milhões. “O dinheiro que o governo vai gastar para realizar o plebiscito deveria ser investido em
melhores condições de trabalho para os policias, na estrutura de delegacias e na compra de veículos adequados. É um absurdo termos que perseguir bandidos com carros motor 1000! O sucateamento da policia da  Paraíba é claro. Existem delegacias improvisadas, sem material de expediente e equipamentos. Vivemos um
sistema de segurança falido. Os policias não tem condições de trabalhar na repressão e na prevenção de crimes. É grande a fragilidade da segurança e é por isso que o cidadão se vê obrigado a se armar ou a contratar serviços de segurança privados para manter sua segurança. Se o estado não criar políticas sociais serias e se não investir em segurança publica de forma adequada, a criminalidade não será resolvida”, alertou.

Top