Problema da pesada

Não adiantou muito o Ministério Público aliviar o peso para o governador eleito Ricardo Coutinho, ao questionar a legalidade da chamada PEC 300. O aval dado a Ricardo não pagar o aumento escalonado, a partir de janeiro, para os policiais, pode até ter minimizado o impacto em alguns setores da sociedade, mas não nos quartéis.

Todos os sinais indicam que, se em janeiro, Ricardo não pagar a primeira parcela do escalonamento, os policiais irão deflagrar uma greve geral. A categoria não está interessada em avaliar a legalidade da lei. Para os policiais, a chamada PEC 300 (na verdade, um projeto de lei) foi aprovada pela Assembléia, sancionada e publicada. É lei.

Ainda mais que os policiais estão convencidos da existência de recursos para o pagamento do benefício. É uma situação que poderá levar ao confronto, caso o Governo insista em não pagar o que eles esperam. Está claro nas declarações do deputado e Major Fábio, representante dessa luta em favor da PEC 300 e dono de quase 70 mil votos.

Será na verdade o primeiro teste de fogo do futuro governador Ricardo, conhecido pelo espírito beligerante nessas situações. Todos sabem como ele enfrentou, como prefeito, algumas categorias como ambulantes do centro e os agentes comunitários de saúde, a partir do momento em que se estabeleceu um cisma com a sua administração.

O problema com os policiais é mais grave, especialmente em função do problema da violência que, apesar de ser nacional, tem crescido muito na Paraíba e exige ações imediatas com o engajamento de toda a tropa. Manda o bom senso que o futuro Governo não minimize a insatisfação na caserna. Poderá ser mais difícil de contornar adiante.

Turbulências

O governador eleito Ricardo Coutinho poderá enfrentar turbulências, nos primeiros dias de sua gestão, com a indicação de Flávio Moreira, atual presidente da Aspol, para uma das diretorias do Detran.

Turbulências II

Por duas razões. A primeira: Moreira atraiu a ira dos policiais militares e civis por acionar o Ministério Público para questionar o pagamento da PEC 300. Flávio passou a ser investigado dentro da corporação.

Turbulências III

Os policiais militares descobriram e repassaram para a Imprensa o demonstrativo de uma ação (nº 220.2009.002512-8) que Moreira responde em Pernambuco, na Vara de Igarassu. Do tipo peso-pesado.

HELDER MOURA

FONTE: JORNAL CORREIO DA PARAÍBA