POLICIAIS CIVIS SÃO RECEBIDOS PELA COMISSÃO DE SEGURANÇA DA CÂMARA FEDERAL

PUBLICIDADE
JORNAL O NORTE

INFORMATIVO SINDICATOS EM AÇÃO

A6 JOÃO PESSOA/PB – TERÇA-FEIRA, 09 DE OUTUBRODE 2007

POLICIAIS CIVIS SÃO RECEBIDOS PELA COMISSÃO DE SEGURANÇA DA CÂMARA FEDERAL (II)


FOTO DO AUDITÓRIO DA CÂMARA FEDERAL Nº. 08 LOTADO POR PCs. COM A COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA

1 – Brasília, os policiais civis dos Estados do Brasil em manifestação histórica no dia 25/09/2007, após se reunirem por volta das 10hs, em frente à catedral, saíram em passeata pelo Eixo Monumental. No percurso, representantes dos estados falaram em um carro de som, em protesto contra o texto da Lei Geral da Polícia Civil (PL 1949/07) encaminhado pelo Executivo em 18 de setembro e que tramita na Câmara dos Deputados. O ato de protesto foi promovido pela Cobrapol com o apoio das centrais sindicais, federações e sindicatos, em favor da exigência de terceiro grau para ingresso na instituição polícia civil, aposentadoria especial e plano de carreira que tenha como objetivo um piso salarial nacional igual dos PCs. de Brasília.
Os policiais civis de todo o País foram recebidos, naquela terça-feira, por volta das 11 hs, pelo presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados, João Campos (PSDB/GO). Ele prometeu a realização de uma audiência pública para ouvir propostas para a Lei Geral da Polícia Civil (PL 1949/07), que tramita no Legislativo, encaminhada pelo Executivo.
Cerca de 400 policiais participaram do manifesto que foi pacifico e ordeiro. “Estamos hoje aqui quebrando um silêncio mórbido. Já mostramos ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que a polícia civil do Brasil está falida, não funciona e precisa de medidas substanciais e urgentes”, afirmou o presidente da Cobrapol, Jânio Bosco Gandra.

AGUARDEM O REGISTRO DE OUTROS MOMENTOS DA NOSSA LUTA NO DF.


APOSENTADOS INDIGNADOS


2 – O Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba – SSPC/PB, encaminhou ontem aos Secretários da SEDS Eitel Santiago, Administração do Estado Gustavo Nogueira e ao Governador do Estado expediente solicitando que seja corrigido os proventos dos policiais civis aposentados e pensionistas, nos mesmos valores que foram corrigidos nos contracheques dos ativos nos meses de julho e setembro do corrente ano, a não concessão da correção salarial para os policiais civis aposentados e pensionistas gerou uma indignação terrível, este ato fere o principio constitucional da igualdade salarial entre ativos e inativos. Afirma o policial civil aposentado Arnaldo Coutinho de Oliveira, que é a primeira vez na historia da Paraíba que um Governador dar aumento (zero) aos policiais civis aposentados e pensionistas. O SSPC/PB espera que tal injustiça seja urgentemente corrigida pelo governador Cássio Cunha Lima (PSDB), que talvez não tenha conhecimento dessa injustiça.