Você está aqui
Home > 2006 ARQUIVO HISTÓRICO > Polícia tem dificuldade de entrar em nove bairros de João Pessoa

Polícia tem dificuldade de entrar em nove bairros de João Pessoa

Publicado em: 05 de fevereiro de 2006

Em pelo menos nove bairros de João Pessoa e Santa Rita, a polícia já tem dificuldades de entrar para fazer o policiamento ostensivo diário porque bandidos ditam regras e possuem armamentos pesados como fuzis. Em algumas áreas de Mandacaru, Alto do Mateus, Cristo Redentor, Rangel, Novaes, Jardim Veneza, Ilha do Bispo, Conjunto Costa e Silva (na Capital) e em Tibiri (em Santa Rita), o medo que domina a população também atinge policiais, que não estão aparelhados e nem têm a motivação necessária para combater a criminalidade.

Temendo o crescimento da violência na Capital e no Estado, o presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil, Antônio Edivaldo Henrique Sousa, acredita que se nada for feito para valorizar o policial e melhorar as suas condições de trabalho, a Paraíba poderá sofrer problemas semelhantes ao Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco. “A nossa preocupação, é alertar as autoridades para que, mais tarde, os paraibanos não sofram com a violência exarcebada que sofrem os cariocas, os paulistas e os pernambucanos. O policial da Paraíba não é medroso! É um profissional que se vê acuado e desvalorizado. Ele está desmotivado diante da falta de segurança para si próprio – já que o Estado não lhe oferece as condições dignas de trabalho – e, por isso, não pode oferecer maior segurança à sociedade”, defendeu.

De acordo com o presidente da Associação dos Cabos e Soldados, João Antônio de Oliveira, há um mês, três coronéis da Polícia Militar foram assaltados na Capital em plena luz do dia. Um deles, só conseguiu contatar o 190 depois de 30 minutos. “Se um coronel da polícia passa por essa situação, imagina o cidadão comum…”, reticenciou.

 

Fonte: Correio da Paraíba/CRISTINA FERNANDES

Top