Policia Civil reclama do silêncio do governador e pede audiência para encaminhar pauta de reivindicações

WSCOM

26.04.07 [12:50]

Policia Civil reclama do silêncio do governador e pede audiência para encaminhar pauta de reivindicações

Promessa do ano passado sobre Plano de Cargos ainda não foi cumprida
A Polícia Civil da Paraíba cansou do silêncio do governo do Estado em relação a campanha salarial 2007 e o Plano de Cargos e Carreira da categoria, por isso agendou para a próxima segunda-feira, dia 7 de maio, uma assembléia geral para decidir as estratégias do movimento e o detalhamento sobre a pauta de reivindicações. A categoria também pede uma audiência com o governador.
“A principal reivindicação é o plano de cargos, carreiras e vencimentos prometido em abril de 2006 e acordado com os sindicatos e até agora não foi cumprindo. A resposta do governo tem sido o silencio, isso é preocupante quando se trata de um chefe de Estado”, defende o presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba (SSPC/PB), Antônio Erivaldo de Souza.
Outra questão é a aposentadoria com provimentos integrais. “Aposentadoria hoje para os policiais civis é sinônimo de punição. O policial perde todas as gratificações, então se aposenta com metade do salário”, reclama Erivaldo.
A agenda do Sindicato é a seguinte: no dia 3 e 4 a diretoria visita as superintendências regionais de policia civil e na próxima segunda-feira já está marcada uma assembléia com toda a categoria,que inclui peritos, agentes, delegados, escrivãos, papiloscopistas, etc, às 20h h, na sede do SSPC/PB.
“ Vamos deliberar o rumo do movimento para decidir as questões a serem encaminhadas ao governador do Estado. Queremos lembrar que as delegacias estão sucateadas, são as piores do pais. Também dos que foram nomeados no último concurso, 400 já pediram exoneração devido aos baixos salários. Não existe ainda indicativo de greve e esperamos que haja o diálogo”, torce.


Mônica Melo
WSCOM Online