Polícia Civil de Campina Grande entra em greve

[ 01/06/2007 ]

Polícia Civil de Campina Grande entra em greve

Fonte: Aguinaldo Miguel

(De Campina Grande) Policiais civis lotados na 2ª Superintendente Regional de Polícia Civil, em Campina Grande entraram em greve desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira, dia 1º. Apenas 30% da categoria estão trabalhando no plantão centralizado e atendendo os casos mais graves. Segundo o assessor de imprensa, Luis Carlos Dias, a policia civil está atendendo os casos de homicídios, estupros, assaltos e documentação da justiça considerados urgentes ou graves. “Estamos em greve ao mesmo tempo com um contingente em trabalho, uma vez que entendemos que a população não deve ser punida com a paralisação total dos trabalhos da Polícia Civil”, disse. No começo da manhã, escrivães e agentes de investigações do comando de greve, colocaram duas faixas na frente do prédio da Central de Polícia, anunciando o movimento paredista e estão colocando uma tarja preta nos colegas que estão aderindo à greve. Os policiais estão evitando falando sobre o trabalho desta noite no Parque do Povo, quando do inicio dos festejos do Maior São João do Mundo. Agentes e escrivães e outras categorias da polícia civil querem que o aumento em seus salários seja de 50% do que foi oferecido aos delegados. Na noite desta quinta-feira, o secretário da Defesa Social, Eitel Santiago conclamou os policiais a não fazerem a greve e adiantou que a proposta deles será analisada pelo governo e dará uma resposta na próxima terça-feira.