Você está aqui
Home > 2010 ARQUIVO HISTÓRICO > O gesto de Dilma

O gesto de Dilma

As vezes um gesto vale mais do que mil palavras. Esse gesto a presidente eleita Dilma Roussef deu. Em seus primeiros pronunciamentos após a vitória nas urnas, Dilma afirmou várias vezes que está de mãos estendidas pra receber todos os adversários e aqueles que não votaram com ela. Pense num gesto.

Com isto, Dilma mostra a maturidade que muitos imaginavam ela não tivesse. Dilma venceu com larga margem (56,1% contra 43,9%) seu adversário, mas reconhece que, apesar de ter tido mais de 55,7 milhões de votos, há 43,7 milhões de brasileiros que não votaram com ela, optaram pelo tucano Zé Serra.

Dilma age com inteligência. Se insistisse em seguir hostilizando seu adversário, era como manter de pé um palanque e um clima de animosidade que só depõe contra quem precisa governar com alguma tranquilidade. Dilma sabe que o Brasil precisa de paz para seguir crescendo com o projeto de Lula.

Dilma Roussef demonstrou ter grandeza. Ela reconhece que Serra, apesar de derrotado, tem uma legião de seguidores em todo Brasil, e deu uma importante contribuição para o aprimoramento do processo democrático. Além do mais, ao admitir os méritos de Zé Serra, Dilma valoriza sua própria vitória.

O vencedor que realmente tem grandeza comemora, pois comemorar é próprio de quem ganha, mas jamais tripudia dos seus adversários, muito menos abre fogo para criar novas feridas. Já bastam os ferimentos causados durante o processo eleitoral que, na Paraíba, por exemplo, tem deixado tantas cicatrizes.

Espera-se que o gesto da presidente Dilma possa ser seguido por quantos foram eleitos no último pleito pelo País afora. Quem quer de fato construir um novo futuro não pode sedimentar seu projeto sobre escombros e retaliações. A grandeza do vencedor está em ter humildade pra ler com inteligência o resultados das urnas. E as urnas querem paz e união.

CORREIO DA PARAÍBA

Helder Moura

Top