Você está aqui
Home > 2009 ARQUIVO HISTÓRICO > MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE INTERDIÇÃO DA CENTRAL DE POLÍCIA DE CAMPINA GRANDE

MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE INTERDIÇÃO DA CENTRAL DE POLÍCIA DE CAMPINA GRANDE


ERIVALDO320091 – O Ministério Público advertiu o Estado para que no prazo de 10 dias o Governo do Estado através da Superintendência de Obras, Planejamento e Desenvolvimento do Estado da Paraíba (Suplan-PB), remaneje para outro prédio o complexo que abriga a 2ª Delegacia Regional de Polícia da cidade de Campina Grande, além das delegacias especializadas daquela cidade, caso contrário será interditado. De acordo com o promotor de Justiça, Luís Nicomedes de Figueiredo Neto, após as vistorias realizadas na Central de Polícia ficou comprovada a existência de fissuras nas paredes do prédio; flexão excessiva da estrutura de madeiras da coberta, desprendimento de parte das camadas de cobrimento das armaduras das lajes, presença de cupins, infiltrações em paredes, pisos e tetos, revestimentos de paredes e esquadrias danificadas, afundamento do piso, instalações elétrica, de lógica e telefônica e hidrosanitárias abandonadas, além de outros problemas que causam riscos constantes aos que trabalham naquela instituição. Tudo isto comprova as constantes denúncias feitas através da imprensa paraibana pelo Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba – SSPC/PB concluiu o presidente Antonio Erivaldo Henrique de Sousa.

COBRAPOL, FEIPOL, FENEPOL-NE NÃO ABREM MÃO DAS DIRETRIZES E PRINCÍPIOS APROVADOS PELOS PCs.

2 – Na reunião geral do último dia 27/08/2009, com representantes de todos os sindicatos dos Estados da Federação em Brasília sob a coordenação da Confederação dos Trabalhadores Policiais Civis – COBRAPOL, para a 1ª Conseg – Conferência Nacional de Segurança Pública, foi deliberado a manutenção das proposta apresentadas para 1ª Conseg, mesmo indo de encontro ao Ministério da Justiça e alguns oficiais das PMs. “Criação do Ministério da Justiça, Carreira Policial Única, Federalização das Polícias Estaduais, Inamovibilidade, “Desmilitarização”, Vencimentos iguais aos policiais de Brasília para todos os Estados, só assim teremos um novo modelo de segurança pública de fato e de direito, já que o atual é falido e inoperante.

A POLÍCIA CIVIL/PB PAGA OS PIORES VENCIMENTOS DO BRASIL

3 – O Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba – SSPC/PB, Vem solicitando do governador do Estado que faça uma revisão no Plano de Cargos Carreira e Remuneração da Polícia Civil paraibana, no sentido que os Agentes de Investigação, Escrivão de Polícia e demais auxiliares integrantes do Grupo Ocupacional Polícia Civil – GPC-600, percebam vencimentos correspondente a 2/3 (dois Terço) dos vencimentos dos delegados) e a equiparação dos vencimentos dos peritos aos delegados, estes auxiliares de delegados percebem menos de 1/3 do vencimento do delegado de polícia; relembra Antonio Erivaldo Henrique de Sousa que por duas décadas os Agentes e Escrivães perceberam na Paraíba, mais de cinqüenta por cento dos vencimentos dos delegados. O SSPC/PB espera contar com o valoroso apoio do Secretario da Segurança Gustavo Gominho no sentido de que faça gestão junto ao executivo estadual e este benefício seja restituído já a partir deste mês de setembro.

Fonte: Jornal Já

PALAVRA DE REFLEXÃO

4 – Isaías 35:4 Dizei aos turbados de coração: Sede fortes, não temais; eis que o vosso Deus virá com vingança, com recompensa de Deus; ele virá, e vos salvará.

 

Top