Militar descarta greve e Civil faz reivindicações

O  NORTEJoão Pessoa/PB, Sexta-feira, 20 de julho de 2001

Geral

PAGINA 05


Militar descarta greve e Civil faz reivindicações

>>JOÃO PESSOA
>>POLICIAL DA PARAÍBA
>>Girlan Idalino

O presidente do Clube dos Oficiais da Paraíba, coronel Francisco de Assis da Silva, disse não ter tido conhecimento de nenhum movimento marcado para o dia 15 de agosto, em Belo Horizonte, em apoio aos policiais militares do pais. Ele afirmou que não acredita que haja uma adesão dos policiais militares tares do Estado a algum movimento    grevista. “Recentemente, conseguimos um acordo com o governo do Estado para cumprimento do escalonamento vertical, por isso não acredito em uma mobilização”, esclareceu.
Na Polícia Civil, a situação não é de calma porque o pessoal quer receber os mesmos direitos assegurados a PM. O presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Paraíba,

Antônio Erivaldo Henrique de Souza, encaminhou uma série de reivindicações ao Governo do estado porque considera que a situação é das mais graves.

Direitos
Na Polícia Civil, a situação não é de calmaporque o pessoal quer receber os mesmos direitos assegurados a Polícia Militar.

Com relação a Polícia Militar, o fato de o presidente do Associação dos Subtenentes, Onildo Rodrigues, estar preso deixa a categoria apreensiva e não há até agora um indicativo de que a Polícia Militar possa paralisar mais uma vez, apesar de haver uma mobilização nacional para que todos os PMs cruzem os braços.