Você está aqui
Home > 2012 ARQUIVO HISTÓRICO > MEIA TONELADA DE MOTIVOS PARA O GOVERNO DO ESTADO FAZER JUSTIÇA COM AS POLÍCIAS QUE TEM

MEIA TONELADA DE MOTIVOS PARA O GOVERNO DO ESTADO FAZER JUSTIÇA COM AS POLÍCIAS QUE TEM

ricardogov2012O governo da Paraíba, através de sua assessoria, publica mais uma prova de que os profissionais da segurança pública do estado têm trabalhado como nunca. “Meia tonelada de drogas apreendidas na Paraíba em nove meses!”, orgulha-se o governo, nas dezenas de sites, jornais, rádios e TV do estado.

De acordo com o estado, as apreensões são 60% maiores do que as realizadas no mesmo período do ano passado, que já havia superado as estatísticas anteriores. Ou seja, a cada ano os policiais vão trabalhando, e o governo sorrindo.

tabeladrogas2012
Dados do governo do estado.

A alegria estatal não pára aí. A cada operação, vários acusados/criminosos são presos, o que significa uma diminuição no poder das quadrilhas, que, por conseguinte, reflete numa população “menos insegura” nas ruas das cidades. Foi exatamente por isso [pelo esforço de cada policial] que “o modelo de política de segurança pública da Paraíba é elogiado em Brasília”, como disse a assessoria do governo.

O mais impressionante de tudo é que a produção tem dobrado, sem que os investimentos no setor acompanhem o mesmo ritmo. Alguns cursos de capacitação foram realizados, e no aspecto estrutural (armas, viaturas, bases/delegacias policiais, etc.) o quadro tem melhorado, é verdade. Mas as melhorias não acompanham os resultados positivos desse trabalho.

Efetivo

A Polícia Militar tem em cerca de 9 mil homens e mulheres na ativa. Segundo informações, em torno de 300 deles se aposentam por ano, e os concursos existentes (o último foi em 2008) vão apenas “aterrando o buraco”.
A Polícia Civil, que deveria ter no mínimo 6 mil profissionais, não completa os 2 mil em todo o estado. Os aprovados no último concurso (2008), que ainda nem foram convocados, talvez compensem a leva de bravos profissionais à beira da aposentadoria, por terem carregado a PC nas costas nos seus 31 anos de existência.

Comparativo

Pense: como pode o mesmo efetivo policial “dobrar a produção” a cada ano? É como se professores multiplicassem por 2 o número de alunos em sala de aula. Ou se os médicos, em vez de atender 10 pessoas por dia, passassem a ouvir 20. Já pensou se os parlamentares duplicassem seus projetos e proposituras no ano que vem?

Repetitivo

É por isso que insistimos na tecla: já passou da hora de o governo do estado reconhecer a importância do trabalho que a cada três meses lhe arranca um sorriso de satisfação. Sob pena de a conhecida instigação policial arrefecer onde ela ainda existe, e a sociedade não poder mais contar com a sensação de segurança que se busca com esse trabalho.

Top