Você está aqui
Home > 2004 ARQUIVO HISTÓRICO > Inquéritos estão sendo arquivados

Inquéritos estão sendo arquivados

Correio da Paraíba

CIDADES
Domingo, 16 de maio de 2004 * Paraíba B-5

Inquéritos estão sendo arquivados

     De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Paraíba, a carência de material humano esta prejudicando as investigações. “Muitos inquéritos estão sendo arquivados por de investigações adequadas, já que o trabalho de investigação esta sendo feito por pessoas não qualificadas, funcionários de outros órgãos que estão a disposição, por motivo carência de pessoal nas delegacias”, ressaltou.
     Ele denunciou que alem das investigações ficarem prejudicadas, a Lei Estadual 4273/81 (Estatuto da Policia Civil de Carreira do Estado da Paraíba) proíbe que pessoas estranhas ao quadro exerçam funções de policiais de carreira. “Existem 938 pessoas não concursadas, trabalhando na parte administrativa ou mesmo exercendo função de agentes de investigação e escrivães; de policia por falta de pessoal. E o Estatuto da Policia Civil de Carreira não permite que outras pessoas que não participaram do curso de formação na Acadepol exerçam a função de policiais”, enfatizou Erivaldo, dizendo que, por esse motivo, ha uma necessidade urgente da nomeação dos agentes e escrivães de policia recentemente aprovados.

Acúmulo de funções é comum

O         presidente do sindicato disse também que a falta de pessoal vem fazendo com que muitos delegados atuem simultaneamente nas funções escrivão e de agente. “O que acontece que muitos policiais acabam exercendo as funções que deveriam ser de outros, por carência de pessoal. E isso atrapalha o trabalho como um todo”, disse.
A condição salarial é outro problema apontado pelo Sindicato. “Os policiais civis da Paraíba possuem um dos salários mais baixos em comparação aos outros estados da federação”, disse. Segundo Antônio Erivaldo uma das maiores insatisfações acontece com os cargos de nível médio da Policia Civil. “Os escrivões de policia, agente de telecomunicação, agente de investigação e motorista policial vem reivindicando junto ao governador a proporcionalidade de dois terços da remuneração do delegado. De policia civil de carreira”, disse.
Top