Governo diz que não tem dinheiro e fará nova reunião

Últimas – Quarta, 16 de Abril de 2008

Governo diz que não tem dinheiro e fará nova reunião

Depois de praticamente duas horas de reunião o governador Cássio Cunha Lima e o comando de greve dos Policiais Militares não chegaram a um denominador comum. O governador disse que, para atender, na sua plenitude, às reivindicações da categoria, o Estado não tem dinheiro.
“O Estado não tem recursos suficientes para atender um impacto tão grande na folha de pessoal, até porque outras categorias apresentam justas reivindicações”, disse o governador antecipando que quer mesmo é continuar com o processo de recuperação das perdas inflacionárias.
O governo e os policiais militares tentarão, novamente, chegar a um acordo na próxima quinta-feira em mais uma reunião no Palácio da Redenção quando o Governo do Estado apresentará nova proposta para os integrantes da PM.
De acordo com o presidente do Clube dos Oficiais, coronel Francisco de Assis, a principal reivindicação da polícia é com a lei de remuneração e até a próxima reunião a categoria vai aguardar a proposta do governador sobre essa lei.
Ainda segundo o governador Cássio Cunha Lima, o Estado tem atualmente uma folha de Polícia Militar que alcança R$ 24 milhões, e com as reivindicações da categoria, o impacto na folha chegaria a quase R$ 50 milhões, o que fica lamentavelmente fora das possibilidades financeiras do Estado.
Hoje, o governador tentará nova negociação com os policiais civis.


José Alves