Você está aqui
Home > 2011 ARQUIVO HISTÓRICO > FINAL DE SEMANA SANGRENTO, 12 HOMÍCIDIOS SÓ NA GRANDE J.PESSOA.

FINAL DE SEMANA SANGRENTO, 12 HOMÍCIDIOS SÓ NA GRANDE J.PESSOA.

fig05f2011O fim de semana na região metropolitana de João Pessoa foi marcado mais uma vez pela violência. Pelo que a imprensa pode apurar doze pessoas foram assassinadas, mas esse número pode aumentar a qualquer momento porque muitas vítimas feridas a bala e a facadas foram socorridas para o Hospital e permanecem internadas em estado grave. Mais uma vez, Santa Rita lidera o número de assassinatos com quatro casos.

O último homicídio do fim de semana aconteceu por volta das 00h30 desta segunda-feira (4) no conjunto Marcos Moura, em Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. Segundo informações da polícia, o ex-presidiário Anderson Cleiton de Lima, 26 anos estava em um bar quando três homens chegaram a pé efetuaram vários no ex-detento que morreu no local.

Por volta das 20 horas de domingo, um homem identificado apenas por “Pelé” foi assassinado com um tiro na testa. De acordo com a polícia, a vítima estava em casa na Ilha do Bispo quando soube que bandidos tinham tentado matar o seu sobrinho. O homem foi tomar satisfação com os suspeitos e acabou sendo assassinado, enquanto o sobrinho foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

Por volta das 15 horas no bairro São José, Silas Lima dos Santos, foi assassinado a tiros em plena via pública. De acordo com a polícia, ele caminhava pela Rua Edmundo Filho quando foi surpreendido por três homens que estava a pé. Silas Lima foi alvejado com vários disparos e teve morte imediata.

O primeiro homicídio do fim de semana foi registrado por volta das 16 horas de sábado no município de Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa e teve como vítima Verônica de Albuquerque Soares 34 anos. Segundo informações da polícia, por volta das 16 horas, ela se encontrava em casa na Rua da Escadaria, no conjunto Alto das Populares quando teve o imóvel invadido por desconhecidos que já entraram atirando.

A mulher foi atingida com cerca de 15 disparos e morreu dentro de casa. A polícia foi avisada pelos moradores que escutaram os disparos. Durante as investigações a PM tomou conhecimento de que a mulher tinha envolvimento com o tráfico de drogas e isso pode ter sido o motivo do crime.

O segundo assassinato aconteceu por volta das 17h30 na Rua Flávio Maroja Filho, no bairro do Sesi, no município de Bayeux, região metropolitana de João Pessoa De acordo com a polícia Yago da Silva Soares, 18 anos, mais conhecido por “Morcegão”, estava a caminho de casa na sua moto Honda Fan de placas MBY-4534-PB foi abordado por dois homens que também estavam de moto.

O rapaz foi atingido com cerca de vinte disparos e morreu no local enquanto que os assassinos fugiram. Durante as investigações a polícia foi informada de que “Morcegão” tinha passagem pela polícia.

Por volta das 18 horas, foi registrado o terceiro homicídio, desta vez na Rua Bela Vista, no Alto das Populares, em Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. O servente de pedreiro Erivaldo da Silva, 27 anos, passou a tarde bebendo com amigos e quando retornava para casa foi surpreendido por um homem que estava a pé. O desconhecido não disse nada e passou atirar no rapaz que foi alvejado com cerca de 10 tiros e morreu na hora. Erivaldo da Silva, segundo a polícia, era usuário de drogas.

No conjunto Valentina de Figueiredo o deficiente Físico José Kennedy Gomes Batista, 46 anos, foi executado a tiros na noite de sábado (2). O crime aconteceu por volta das 21h30 na Rua dos Cedros na comunidade Monsenhor Magno, no conjunto Valentina de Figueiredo.

Segundo informações da polícia, a vítima que usava muletas e trabalhava como mecânico estava na porta de casa quando chegou um homem. O desconhecido não disse nada e passou a atirar no deficiente que foi atingido com vários disparos na cabeça e morreu no local.

Durante as investigações, a polícia tomou conhecimento de que José Kennedy comprou uma moto e não pagou e por isso vinha sendo ameaçado de morte pelo proprietário do veículo identificado apenas por “Galego” que está sendo apontado como o principal suspeito pelo assassinato.

Por volta das 23 horas do sábado Antônio Fernando Maroja Gomes que aparentava ter cerca de 30 anos foi assassinado com um tiro na cabeça em João Pessoa. O crime aconteceu por volta das 23 horas na Rua José Jardim, no Bairro dos Ipês.

Segundo informações da polícia, o homem estava no clube Ponte Preta quando saiu no seu carro um Celta preto de placas NKD-7550-PB. Quando trafegava nas proximidades do Colégio Pedro Anísio, Fernando Antônio foi atingido com um disparo na cabeça.

Os moradores escutaram o tiro e ligaram para a polícia e quando a viatura chegou encontrou o rapaz morto dentro do carro. No vidro lateral ficou a marca da bala e de acordo com uma testemunha que ligou anonimamente para a polícia, o tiro foi efetuado por dois homens que estavam numa moto traxx.

Dentro do carro do rapaz, a polícia encontrou quatro pedras de crack e uma ficha de atendimento do Hospital da Unimed. De acordo com a polícia o local aonde o rapaz foi assassinado é conhecido como “beco da faca” e é bastante frequentado por pessoas, principalmente da classe média que vão ao local a procura de droga.

Em Santa Rita, durante a madrugada deste domingo (3) uma mulher foi arrastada de dentro de casa e assassinada com dois tiros e 15 facadas em Santa Rita. A vítima foi a dona de casa Sandra Maria Amado, 30 anos.

Segundo informações da polícia, por volta das 3 horas da madrugada ela se encontrava dentro de casa quando teve o imóvel invadido por desconhecidos. Os homens arrastaram a mulher por uma escadaria e depois efetuaram vários tiros de pistola e golpes de faca.

Os moradores escutaram os disparos e ligaram para a polícia e quando a viatura chegou encontrou o corpo da mulher no meio da rua. De acordo com a perícia, a vítima aparentava dois tiros na cabeça e aproximadamente 15 golpes de faca. A polícia desconhece a autoria do crime, mas acredita que o caso possa está relacionado com o tráfico de drogas.

No início da manhã deste domingo um homem aparentando cerca de 20 anos foi encontrado morto. O corpo estava ás margens da estrada do sítio Gramame, Zona Sul da Capital.

A polícia foi informada do crime por volta das 05h30 quando uma pessoa que passava pelo local viu o homem morto e ligou para o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop).

De acordo com os peritos, o homem apresentava duas perfurações de bala na cabeça. Até agora são desconhecidos os autores e os motivos do assassinato. Até a manhã deste domingo, a vítima permanecia sem identificação na Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol) no bairro do Cristo.

Mais duas mortes

No Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena duas pessoas que deram entrada vítimas de disparos de arma de fogo não resistiram a gravidade dos ferimentos e vieram a óbito. Alex Martins de Araujo, 21 anos, veio da comunidade Vale do Timbó nos Bancários. A outra vítima foi um homem não identificado que veio do José Américo.

FONTE: Redação – Virgulino.com

Top