É o fim do mundo

Domingo, 2 de Dezembro de 2007

Helder Moura

É o fim do mundo

Que a violência se banalizou na Paraíba, não é novidade. O assalto ao vereador Luciano Cartaxo e seu irmão Lucélio foi mais um dos vários que ocorrem todos os dias. O escabroso nesta história, porém, foi se descobrir orientação do secretário Eitel Santiago (Segurança), segundo relato de Luciano, “de fechar as delegacias distritais, a partir de 18h, mas deixar as luzes acesas para impressionar a população e fazê-la achar que estão operando”. Se for verdade, é o fim do mundo.