DESESTIMULO GERAL NOS AGENTES DE INVESTIGAÇÃO E ESCRIVÃES

PUBLICIDADE
JORNAL O NORTE

INFORMATIVO SINDICATOS EM AÇÃO

A6 JOÃO PESSOA/PB – TERÇA-FEIRA, 04 DE DEZEMBRO DE 2007

DESESTIMULO GERAL NOS AGENTES DE INVESTIGAÇÃO E ESCRIVÃES

1 – A Diretoria do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba – SSPC/PB, em visita as delegacias da grande João Pessoa, tomou ciência que Agentes de Investigação e Escrivães de Polícia estão decepcionados com o critério utilizado para as “promoções” promovidas pelo Secretário da SEDS, Eitel Santiago, para os cargos de Comissário de Polícia Civil e Chefe de Cartório. Segundo se comenta nos corredores da central de polícia da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (Central de Polícia) e nas delegacias, o pré-requisito observado para tais promoções foi apenas o QI (Quem Indica), pois policiais com mais de vinte anos de serviço ficaram sem promoção. Também há insatisfação por conta de policiais que estão na categoria “E” Especial que não foram contemplados com os cargos de comissário ou de chefe de cartório. A insatisfação é geral por parte dos policiais antigos que se sentem desprestigiados com a injustiça praticada pelo Estado contra eles. O Presidente do Sindicato Antonio Erivaldo Henrique de Sousa, ao tomar conhecimento, da forma injusta e desmotivante como foram nomeados os Comissários de Polícia e Chefes de Cartório, funções estas instituídas pela Lei 8.186/2007, já encaminhou ofício de nº 0072/GP/SSPC/PB, ao Governador do Estado Cássio Cunha Lima, solicitando que ambas as funções sejam regulamentadas por decreto, e sugeriu que as respectivas funções sejam ocupadas por aqueles servidores que estejam no efetivo exercício dos respectivos cargos, estejam na letra E ou tenham concluído curso superior.

SSPC/PB PEDE PENSÃO ESPECIAL PARA VIÚVAS DE AGENTES ASSASSINADOS POR BANDIDOS

2 – O Sindicato dos Servidores da polícia Civil do Estado da Paraíba – SSPC/PB, encaminhou expediente ao titular da Secretária da Segurança Pública e Defesa Social – SEDS, solicitando do mesmo que faça gestão junto ao Governador Cássio da Cunha Lima, no sentido de que conceda pensões especiais, com valores correspondentes a cinco salários mínimos, independente da pensão do PBPREV, para as viúvas dos Agentes de Investigação ARIOSVALDO PEREIRA DAS CHAGAS e JOSÉ MARIA, ambos assassinados por bandidos, sendo que o primeiro foi assassinado em Campina Grande quando investigava uma gang, e o segundo foi assassinado quando se dirigia para o trabalho em João Pessoa.

DIRETORIA DO SSPC/PB REITERA REIVINDICAÇÕES DA CLASSE NA LOP/PB

3 – Policiais Civis, reiteram, pedidos aos Secretários da Segurança e da Administração do Estado, que as principais reivindicações da classe sejam atendidas no Projeto de Lei Orgânica da Polícia Civil – LOP/PB, a) proporcionalidade de 2/3 dos vencimentos dos delegados para os Agentes e Escrivães, não é preciso vinculação apenas o valor, b) ascensão funcional automática, c) inamovibilidade para todo grupo GPC-600, d) aposentadoria com proventos integrais. “NÃO HÁ SEGURANÇA SEM VALORIZAÇÃO DO BOM POLICIAL”.

MOMENTO DE REFLEXÃO

4 – Lm 3 – 26 Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor.