Você está aqui
Home > 2007 ARQUIVO HISTÓRICO > CENTRAIS SINDICAIS SE REUNEM COM LULA E DEFENDEM AMPLO DIREITO DE GREVE NO SETOR PÚBLICO

CENTRAIS SINDICAIS SE REUNEM COM LULA E DEFENDEM AMPLO DIREITO DE GREVE NO SETOR PÚBLICO

PUBLICIDADE
JORNAL O NORTE

INFORMATIVO SINDICATOS EM AÇÃO

A6 JOÃO PESSOA/PB – TERÇA-FEIRA, 07 DE AGOSTO DE 2007

CENTRAIS SINDICAIS SE REUNEM COM LULA E DEFENDEM AMPLO DIREITO DE GREVE NO SETOR PÚBLICO

1 – Representantes de quatro centrais sindicais, CUT. NCST, FORÇA SINDICAL e CGT, reuniram-se com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e cinco ministros. Foram discutidas várias questões de interesse dos trabalhadores e das entidades, com especial destaque para a polêmica regulamentação do direito de greve dos servidores públicos.
A intenção do governo é proibir paralisações nos serviços essenciais. O próprio presidente, mais de uma vez, criticou os servidores públicos por fazerem longas greves e depois receberem os dias parados.
Durante o encontro no Palácio do Planalto, os sindicalistas voltaram a pressionar o governo para adiar o projeto que proíbe paralisações em determinadas áreas da administração federal, estadual e municipal.
Eles reivindicaram ao presidente que, antes de aprovar a regulamentação da greve, o governo atenda a pedidos das centrais, como a proposta que permite negociação coletiva no funcionalismo público.

ANIVERSÁRIO DE JOÃO PESSOA

2 – O Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba – SSPC/PB, parabeniza João Pessoa, cidade das acácias, pela passagem dos 422 anos de história, lutas e glorias.

ADQUIRA SEU CELULAR OI JÁ!

O Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado da Paraíba – SSPC/PB, informa aos policiais civis que ainda não adquiriram seu telefone celular OI, se dirijam à sede do SSPC/PB, na avenida General Osório nº 90 centro João Pessoa, com R$ 50,00 de crédito para ligar de OI para OI extra grupo ao valor de R$ 0,17 o minuto, e dentro do grupo use e abuse das ligações pois não tem tarifamento, valor total da fatura mensal de R$ 59,83, maiores informações com Vilson ou Targino, Telefones 3241.7033 ou 3241 8103.

Top