APENAS UM PARAIBANO VOTOU CONTRA PEC 241

Por 366 votos a 111, com duas abstenções, o Plenário da Câmara, em primeiro turno, a proposta de emenda à Constituição (PEC 241/2016) que limita os gastos públicos da União, Estados e Municípios à inflação do ano anterior, por um período de até 20 anos.

Foram quase 12 horas de sessão deliberativa, que teve início no final da manhã desta segunda (10) com a quebra de interstícios (prazos regimentais), votação promovida pela base do governo Temer para acelerar a tramitação da matéria. Dos doze deputados federais paraibanos apenas dois não seguiram aprovando tal mérito foram eles: o deputado Luiz Couto (PT) e o deputado federal licenciado Veneziano Vital do Rêgo. Para mobilizar a base aliada em torno da matéria, o presidente Michel Temer ofereceu um jantar para cerca de 80% da Câmara – cerca de 400 deputados foram convidados, mas “certamente próximo de 300 deputados” foram ao convescote, como informou o próprio presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em entrevista concedida à imprensa mais cedo.

A iniciativa deu certo: durante a votação, o painel eletrônico do plenário registrou a presença de 480 dos 513 deputados da atual legislatura. Ao final da votação, Temer ligou para Rodrigo Maia e para o relator da matéria, Darcísio Perondi (PMDB-RS), para agradecer pela aprovação da matéria.

No momento, deputados analisam – e rejeitam, dada a ampla maioria governista – emendas apresentadas para tentar modificar o texto. Veja como votaram os doze deputado federais paraibanos:

PB – Aguinaldo Ribeiro – PP – Sim

PB – André Amaral – PMDB – Sim

PB – Benjamin Maranhão – Solidariedade – Sim

PB – Damião Feliciano – PDT – Sim

PB – Efraim Filho – DEM – Sim

PB – Hugo Motta – PMDB – Sim

PB – Luiz Couto – PT – Não

PB – Manoel Junior – PMDB – Sim

PB – Pedro Cunha Lima – PSDB – Sim

PB – Rômulo Gouveia – PSD – Sim

PB – Wellington Roberto – PR – Sim

PB – Wilson Filho – PTB – Sim

 

Fonte: PB Agora