A POLICIA PRENDE, E A JUSTIÇA LIBERA

Um exemplo emblemático da impunidade da qual se quixa a polícia está nos dados da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa, responsável por investigar crimes como estelionato, que causam prejuízos milionários às vítimas. A estatística é ainda pior quando se trata dos pedidos de prisão de investigados, feitos pelo delegado Lucas Sá à Justiça. Apenas 3% foram atendidos.

 

DDF em 2016

102 pessoas presas apenas 10 permanecem na cadeia

132 prisões preventivas solicitadas – apenas 4 concedidas pela Justiça

 

Fonte: JORNAL CORREIO DA PARAÍBA